Endorfina

Treinamento Funcional

junho 13, 2013
Oii queridos!
É com muita alegria que trago para o blog os artigos do Professor Ludgero Pereira!
Sobre esse universo das atividades físicas, não tenho muita intimidade. Então preferi que fosse repassada por um Profissional, para melhor informar vocês.
E para estrear a tag “Artigos do Lud” nada melhor do que um post completo sobre o Treino Funcional.
Boa leitura!
Segundo a Organização
Mundial de Saúde (OMS), o sedentarismo é o quarto maior fator de mortalidade no
mundo, sendo este o principal responsável pelo desenvolvimento de doenças
crônico-degenerativas, como diabetes, hipertensão, entre outros. Todo tipo de
exercício é benéfico para combater o sedentarismo e os malefícios associados a
ele. No entanto, maiores benefícios podem ser obtidos através da participação
de sessões de treinamento funcional.
Mas afinal o que é o treinamento funcional? O treinamento
funcional, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é nenhuma novidade!
Ele existe há muito tempo. O crescimento de sua popularidade, porém, se deve ao
fato que muitos pesquisadores recentemente vêm pesquisando e oferecendo um rico
conteúdo literário sobre seus benefícios e sobre a maneira correta de
aplicá-lo. Essas pesquisas têm apontado que a utilização de diversas técnicas
advindas da reabilitação, levantamento de peso olímpico, ginástica olímpica, e
outras formas de preparação física fornecem base teórico-prática para a
utilização do método.
A grande diferença, ou ponto chave, é que o método
procura trabalhar o corpo como um todo envolvendo várias articulações e grupos
musculares em apenas um exercício, ao contrário dos tradicionais aparelhos de
academia que trabalham os grupos musculares de forma isolada. Mas qual a
vantagem disso? Nosso corpo é muito complexo, por exemplo, atividades simples
como pegar uma caixa de compras no chão e colocar ao alto de uma prateleira
exige uma sequência de movimentos que nenhum aparelho de academia consegue
reproduzir. Sendo assim, o método, tornou-se uma excelente alternativa para
ganho de massa muscular, diminuição de gordura corporal, aumento no
condicionamento cardiorrespiratório entre diversos outros benefícios.
Por que optar pelo treinamento funcional? Uma das
vantagens desse treino comparado com as modalidades convencionais, como por
exemplo, musculação e treinamento aeróbico,
é a maior complexidade dos exercícios envolvidos, como dito acima não se
utiliza de máquinas e todos os exercícios são realizados de forma “livre”, com
isso há o desenvolvimento da inteligência corporal com consequente aumento do
equilíbrio entre os membros, deixando-os mais resistentes, ágeis, fortes e
aptos para realizar qualquer tipo de atividade. Dessa forma, através de
melhores estímulos são desenvolvidas mais de uma capacidade física, durante uma
única sessão de treino, englobando aspectos relacionados à mobilidade,
equilíbrio, resistência, agilidade, velocidade e força levando a um aumento na
funcionalidade individual.
Outro aspecto positivo é que
o treinamento funcional é ideal para
várias faixas etárias e diversos níveis de condicionamento físico. Sendo assim,
há a garantia de que qualquer pessoa possa se beneficiar dessa modalidade seja
ela uma criança, adulto ou idoso, desde o mais sedentário, até um atleta
extremamente condicionado.
Porém, é de extrema
importância saber que: Para que este treinamento traga todos seus benefícios,
ele precisa ser aplicado da maneira correta por um professor extremamente
capacitado, isto é, bacharel em Educação Física habilitado em treinamento
funcional. Todo treinamento depende de uma avaliação específica para que a
prescrição seja adequada e busque atender e corrigir as necessidades de cada
indivíduo, como todo treino, ele segue passos e progressões que  devem ser seguidos e desenvolvidos em
momentos adequados. Assim, só um especialista poderá lhe atender da melhor
forma.
 
Ludgero
Pereira
Professor
e Personal Trainer da Academia Colisevm
Arena, CREF 2594 MT
, graduado em Fisioterapia pela UNIFIL, especialista
pela UENP, graduado em Educação Física pela UEL, com conclusão de todas as
fases do curso Core360 – Treinamento Funcional.

 

Contato:
3498-9228 / 8121-9343

Veja também

7 Comentários

Deixe seu comentário

  • Responder Tici Garcez junho 13, 2013 at 21:44

    Adorei o artigo, ainda não conhecia o treinamento funcional, só por fotos e agora ja sei do que se trata! Mas fiquei com uma duvida, ele deve ser feito concomitante com aeróbico e musculação, ou seria só mais uma forma diferente de se exercitar? Por exemplo, eu poderia perder peso só fazendo esse treinamento todo dia?

    • Responder bypaulin junho 14, 2013 at 22:53

      Tici, sem dúvidas você perde peso realizando esse treinamento todos os dias, com dieta aliada.
      Ele tem um enorme trabalho cardiovascular e muscular!
      Meus batimentos ficam super acelerados na execução das séries 😉
      Beijos!!

  • Responder Pri Stein junho 14, 2013 at 01:41

    Também não conheço esse treino, não é um pouco "monótono"?

    • Responder bypaulin junho 14, 2013 at 22:55

      Pri, eu não acho monótono!
      Tem milhares de variações dos exercícios e a cada treino você evolui para um novo movimento 🙂
      beijos

  • Responder Unknown junho 27, 2013 at 15:19

    Esse treino pelo que vi na foto é o pilates wal com o pilates suspenso. Amo pilates mas o suspenso acho q queima mais e fortalece o músculatura abdominal.

  • Responder Fabiano Fernandes Buteri julho 20, 2013 at 01:19

    Qual a diferença entre Treinamento Funcional e Pilates?

  • Responder Fabiano Fernandes Buteri julho 20, 2013 at 01:20

    Qual a diferença entre Treinamento Funcional e Pilates?