Maternidade

PTC – Cirurgia

maio 4, 2016

Oi meus amores!
Estou escrevendo para contar sobre a evolução no tratamento da Maísa.

Na última troca de gesso o Doutor Ricardo me disse que o pezinho dela já estava no lugar. Pediu exames e, se estivessem todos ok, poderíamos marcar a tenotomia (cirurgia de rompimento do tendão de aquiles). No post passado dei mais detalhes sobre a cirurgia se vocês quiserem ler.

Segunda-feira ela fez exames de sangue (e pra minha surpresa, não chorou), raio x e avaliação cardiológica. Tudo bem certinho, graças a Deus!
A avaliação com o anestesista foi hoje às 11 h e ele também liberou a Maísa para operar. Falou que adoraria me dizer que não existe risco nenhum, mas não podia. Nesse momento meus olhos se encheram de água e ele disse que me entendia, afinal já teve que anestesiar a própria filha de três anos, e sabia o que eu estava sentindo. Mas reafirmou que o risco é o mesmo para qualquer pessoa saudável, independente de ser bebê, adulto ou criança.

Bom, a cirurgia ficou marcada para a próxima segunda-feira, 09/05, às 7 h da manhã. A última mamada terá que ser a meia noite. Antes de irmos para o hospital, vamos ter que tirar o gessinho como de costume. A noite vai ser longa… Aliás, daqui até segunda-feira eu nem sei como vai ficar minha cabeça. Parece que tem alguém apertando meu coração com as duas mãos, não consigo não chorar.

Eu sei que ela precisa passar por isso para conseguir caminhar normalmente, eu sempre soube que a cirurgia fazia parte do tratamento. Desejo que esse momento chegue logo para que ela possa enfim, se livrar do gesso. Mas meu coração de mãe está em pedaços. O mundo inteiro pode me dizer para que eu confie que tudo dará certo, e eu confio, mas só vou conseguir respirar novamente quando ela acordar da anestesia e eu ver que está tudo bem.
Sou mãe e quem é mãe pode imaginar o que estou sentindo… Mas Deus vai proteger a minha princesa e tudo ficará bem!

Eu queria pedir que vocês colocassem a Maísa nas orações de vocês. Sei que essas titias lindas já estão nos enviando energia positiva desde a gravidez, e isso tem sido muito importante pra mim. Ler vocês me traz um conforto sem tamanho! Agradeço muito e agradecerei sempre por essa força que vocês estão me dando!
Um beijo!

Veja também

7 Comentários

Deixe seu comentário

  • Responder Dadi Roza maio 4, 2016 at 22:09

    Querida… li o outro post explicando sobre o pezinho dela.
    Sou mãe de duas. Malu de 9 anos e Alice que fez 1 ano dia 24 de Abril.
    E qualquer coisa que fuja daquilo que eu julgo normal eu choro e me cobro.
    Sou diabética e qdo engravidei da mais nova chorava me culpando. A chance de uma má formação era grande. Principalmente cardíaca. Até o nascimento tinha um furinho no coração dela que não fechava… graças a Deus fechou!
    Qdo ela nasceu, teve icterícia e teve que ficar 3 dias na uti neonatal pra fazer fototerapia. Eu chorava pelos corredores do Hospital. Me perguntavam se era a primeira filha… Já te digo, que a gente não é de ferro. É não precisa ser o primeiro ou o último filho pra chorar pq as coisas não vão tão bem. Mas passa amiga.
    Desejo muita saúde pra sua pequena. E pra ti tbm, pq a gente precisa estar bem. Pra dar conta de tudo. Colocarei ela nas minhas orações.
    Cuida dessa gauchinha ai! A peleia é grande e a Vitória vai ser recompensadora! bjs

  • Responder Vanessa Oliveira maio 5, 2016 at 12:21

    Vai ficar tudo bem Paulinha! Claro que nada que eu e outras pessoas falarmos não via aliviar o aperto que você sente ♥ Estarei em oração por ela e por vocês desde já! Dará tudo certo querida!! ♥ Que passe voando os dias para você sentirse em paz!! Beijos querida

  • Responder Vanda maio 7, 2016 at 10:40

    Paulinha, lendo seu post me fez recordar da cirurgia da minha filha Vitória (adenoidectomia). Uma cirurgia simples para correção de um probleminha no nariz, mas que me deixou exatamente assim…. A Vivi tinha uns 7 aninhos e me senti igual, impotente e apenas tendo que “esperar e confiar”. Deus NUNCA nos abandona, quem nasceu pra ser do bem sempre será abençoado! Tenho absoluta certeza que Deus já separou anjos para cuidarem da sua pequena Maisa!! ELE é quem cuida dos nossos corações e pensamentos e irá te trazer toda a paz e tranquilidade que você precisa, para estar aí firme e forte, sendo a coluna mais forte da sua casa! Porque é isso que uma mãe é: A coluna que sustenta a casa, o elo mais forte de toda corrente! E você é!
    Estará em minhas preces, e você continuará com sua missão (com a missão da pequena Maisa, que está começando).
    Muitos beijos na sua bonequinha. Força você tem minha amiga. Beijo, fiquem com Deus!

  • Responder Mariana Bezerra maio 10, 2016 at 23:06

    Querida Paulinha, já faz um tempo que sigo você, melhor dizendo, alguns anos… Te admiro pela força que tem, principalmente em contar para nós coisas particulares de sua vida, não deve ser muito fácil, porém acredito que fique mais leve compartilhar e receber tanto apoio… Ainda não sou mãe, mas pretendo ser, e não me vejo de uma forma diferente da sua. Deus sabe de todas as coisas, essa princesa tinha que ter tido você como mãe por algum motivo! Deus abençoe sempre vocês! Mil beijosssssss

  • Responder Lih Ramalho maio 11, 2016 at 19:24

    Cada coisa no seu tempo! Aproveite e se doe o máximo que desejar á sua Pirulita! O tempo passa e nosso legado são eles… Deus te concedeu essa preciosidade chamada Maísa e vc será cobrada por seu cuidado com ela quando estiver diante do Senhor! Não se cobre viu?! Tenho tanto carinho aqui dentro por vcs! Estive em oração e pulei de alegria quando vc avisou que tudo correu bem!
    Bjos ( e um cheiro no pezinho da pirulita)

  • Responder Gabi maio 12, 2016 at 17:55

    Paulinha, sou apaixonada pela sua historia e dedicação com a saúde e com você mesma……mas depois que a Maísa chegou na suas vidas e neste blog, fiquei ainda mais apaixonada e encantada…..essa Pirulita é muita linda!! Parabéns e que Jesus os abençoe.

  • Responder Fabiana setembro 1, 2016 at 00:47

    Olá Paulinha, comecei a te seguir estes dias e quando comecei a ler sua história parecia que estava lendo a história da minha vida. Minha filha Luíza também nasceu com PTC. Nossa, no início foi uma barra, e também um grande sofrimento. Mas depois percebemos que além de existir coisas piores, isso não é nada. Tudo passa! Luíza também fez o mesmo tratamento e deu tudo certo. Ela nunca deixou de fazer nada em sua vida por causa do pezinho. Ela é uma menina linda e super inteligente. Há vai completar 9 anos de idade.
    Hoje, fico pensando que deveria ter feito como você. Ajudar as mamães que estão passando pelo mesmo problema. Além da ajuda emocional, ajudar mostrando o dia a dia. Como dar o banho, como tirar o gesso, como segurar e várias outras coisas. Parabéns por ser tão guerreira. A Maisa é muito linda!!! Muitas felicidades pra vocês. Abraços Fabuana Nunes