Low Carb, Receitas, Salgadas

Bife a Parmegiana

novembro 21, 2016
Bife à Parmegiana
Avalie a receita
Imprimir
Ingredientes
  1. Bifes de coxão mole temperados com alho, sal e pimenta do reino
  2. Fatias de presunto e muçarela
  3. Molho de tomate (prefira sempre o caseiro, caso não tenha, faça um molho com tomates pelados)
  4. 1 colher de servir de cream cheese (uso philadelphia) pode ser 1/2 caixinha de creme de leite
  5. Queijo parmesão ralado à gosto
Preparo
  1. Esquente bem a frigideira e use a gordura que preferir para fritar. Gosto banha ou azeite.
  2. Coloque os bifes e não mexa para não soltar líquido, só vire quando estiverem dourados.
  3. Disponha em uma travessa com fatias de presunto e muçarela em cima.
  4. Na mesma frigideira que fritou os bifes, coloque mais um pouquinho de gordura (pouco mesmo, só pra não grudar) e frite uma colher de chá cheia de chimichuri (ou outro mix de temperos que você tiver costume).
  5. Acrescente o molho de tomate e o cream cheese e deixe ferver até misturar bem.
  6. Despeje por cima dos bifes, cubra com o parmesão e leve ao forno até dourar.
Notes
  1. Experimente também com filés de frango (só acrescente limão ao tempero, deixe marinar por pelo menos uma hora), fica sensacional!
ByPaulinha.com http://bypaulinha.com/

Low Carb, Receitas, Salgadas

Escondidinho de Couve Flor

novembro 18, 2016

Atenção tripulantes do barco mais lindo desse brasew!

Vocês estão diante de uma receita que irão fazer com toda a certeza. Sim, irão, porque estou obrigando! 😀

Escondidinho de Couve Flor
Avalie a receita
Imprimir
Para o creme
  1. 1 cebola pequena cortada grosseiramente
  2. 1 dente de alho
  3. 1 couve flor (o tamanho dela vai depender da quantidade de escondidinho que você quer fazer)
  4. 1 laticínio (creme de leite 1/2 caixinha, ou requeijão 3 colheres de sopa, ou nata 3 colheres de sopa)
  5. 1/2 colher de chá de noz moscada
  6. sal e pimenta do reino à gosto
Carne
  1. 500 g de carne moída (uso patinho)
  2. 1 cebola
  3. 2 dentes de alho
  4. Temperos à gosto (uso sal, pimenta do reino, cominho, cebolinha e salsinha)
  5. 500 ml de molho de tomate caseiro
  6. Queijo prato para cobrir (ou outro de sua preferência)
Para o Creme
  1. Doure a cebola e o alho no azeite
  2. Adicione a couve flor picada deixando dourar também
  3. Acrescente água fervente (quanto baste para cozinhar)
  4. Coloque também um pouco de sal na água
  5. Quando a couve flor estiver bem macia (você pode fazer na panela de pressão), escorra o caldo e coloque no liquidificador
  6. Bata bem com o creme de leite ou laticínio de sua preferência
  7. Se necessário adicione um pouco do caldo do cozimento
Para a carne
  1. Refogue a carne sem temperos e sem sal até ela ficar bem soltinha. O segredo para isso é não parar de mexer
  2. Quando começar a dourar, acrescente a cebola, o alho e todos os demais temperos
  3. Por último, o molho de tomate
  4. Deixe refogar bem para evaporar todo o líquido
  5. Coloque em uma travessa, cubra com o creme de couve flor e por cima o queijo
  6. Leve para gratinar até dourar
Notes
  1. Experimente também com frango desfiado ou carne seca.
  2. Não descarte o caldo. Use esse sabor em outras preparações! (exemplo, cozinhar frango para desfiar)
  3. Aqui o passo a passo com frango:
ByPaulinha.com http://bypaulinha.com/
Você vai comer esse escondidinho e falar o que eu falei: MANO eu nasci pra comer isso! Depois vem me contar 😉


Dieta lowcarb, Geral

Dieta lowcarb – Evolução do meu emagrecimento

novembro 17, 2016

Oi gente!

De vez em quando divulgo nas redes sociais as fotos da minha evolução na balança. Resolvi trazer pra cá e conversar um pouquinho com vocês sobre isso!

Iniciei na lowcarb dia 24/09/16, pesando 71,400 kg. São quase dois meses de dieta, 7,600 kg eliminados e a sensação é tão, tão maravilhosa, que tudo o que eu puder dividir pra ajudar vocês, farei.

cats

Sempre me perguntam como me senti no início. Não foi fácil! Não mesmo!! Sim, eu senti dor de cabeça e fraqueza. Sim, eu fiquei extremamente irritada. Sim, o carboidrato me fazia uma falta danada. Mas eu estava muito determinada. Se alguém chegasse bem pertinho dos meus olhos conseguiria enxergar sangue! haha

Como sair da dieta não era uma hipótese, a parte mais complicada foi a irritação. Fiquei explosiva, mas como eu já tinha um certo conhecimento de causa, sabia que era uma crise de abstinência. Açúcar/carboidrato tem efeito semelhante ao das drogas em nosso organismo. Sobrou para o pobre do Caio né? rs… Mas eu pedi paciência e tenho certeza que valeu a pena pois ele ganhou uma nova mulher. E não estou falando de aparência!

Bom, foram três dias assim! Eu também fiquei  “boca nervosa”, não lembro ao certo quanto tempo durou, mas acredito que umas duas semanas. O que eu comia? Qualquer alimento permitido na dieta. Qual a quantidade que eu comia? O suficiente pra me encher. Nesse início eu necessitava de lanchinhos e como essa é uma das maiores dificuldades de quem começa, fiz um post dando dicas. Clique AQUI para ler.

Depois eu fui aprendendo a controlar a boca, a perceber o que era fome mesmo e hoje praticamente não faço lanches. É raríssimo! 

A partir daí tudo foi ficando mais fácil. Procuro SEMPRE fazer coisas gostosas pra comer. Já dei essa dica no post com dicas para persistir mas acho muito importante relembrá-los. Esse carinho com a gente é essencial!

Vocês querem saber como é meu dia né? Então vamos lá: Continuar Lendo →


Low Carb, Receitas, Salgadas, Sem Glúten, Sem Lactose

Torta Salgada LCHF

novembro 17, 2016

Eu procuro sempre passar receitas com ingredientes acessíveis, porque eu sei que a maioria acaba não fazendo quando se depara com farinha de amêndoas, por exemplo. MAS, eu queria uma torta com gosto de TORTA, não de omelete. E deu certo!!

Torta Salgada LCHF
Avalie a receita
Imprimir
Ingredientes
  1. 4 ovos
  2. 1/2 xícara de linhaça dourada
  3. 1/2 xícara de parmesão ralado
  4. 1/2 xícara de farinha de amêndoas
  5. 1/2 xícara de água
  6. 3 colheres de requeijão
  7. 1 colher de sopa de fermento
Preparo
  1. Bata os ovos e a linhaça até triturar (se tiver farinha de linhaça melhor ainda).
  2. Depois, acrescente o restante dos ingredientes.
  3. Coloque a metade da massa na travessa, depois o recheio e a outra metade.
  4. Leve pra assar até dourar.
  5. Eu acendi o grill do forno porque ela estava muito dourada embaixo e branquela em cima.
Recheio
  1. Fiz um refogado de frango desfiado com alho poró, um pouco de molho de tomate, requeijão, azeitonas e unspedaços de queijo também.
Notes
  1. Substituições na receita: Só fazendo o teste!
ByPaulinha.com http://bypaulinha.com/

 Essa torta fica bem calórica, mas, pra quem segue a lowcarb, não há motivos de se preocupar. Não coma a torta inteira!
Eu dividi ela em quatro partes e congelei três. Comi um pedaço com café antes de ir para um rodízio de massas, Fiquei SUPER satisfeita e no restaurante fiquei na água com gás, limão e gelo. Ir alimentada foi crucial! Bom senso prevalece e a gente emagrece!!! Quem fizer a torta me conta!


Crepioca, Geral

Mãe, eu tô na Boa Forma!

novembro 16, 2016

Gente! Eu já postei sobre isso nas minhas redes sociais mas imaginem que eu ia deixar de registrar aqui no meu bloguinho lindo, a incrível surpresa que tive no mês passado!
Eu e minha amada Crepioca saímos no Manual Fit das Blogueiras e Influencers do Brasil!

 
boa-forma2-horz

Uma receita que fiz de forma despretensiosa, coloquei um nome maluco e ganhou o coração do país inteiro!

O que eu mais li quando postei sobre isso foi “finalmente o reconhecimento”. É um fato que a Crepioca criou asas e foi parar em restaurantes, cardápios de nutricionistas, aeroportos, lanchonetes, programas de televisão e, pasmem, até nas prateleiras dos supermercados. Recebi inúmeras fotos das minhas seguidoras!

Muitas de vocês me perguntam o porquê de não ter registrado a Crepioca… Porque minha intenção com essa receita NUNCA foi financeira. O que eu realmente queria, eu consegui. Centenas de milhares de pessoas tendo acesso a algo saudável, barato e delicioso. Recebo vídeos de crianças comendo Crepioca, todos os dias alguém me deixa uma mensagem de agradecimento pela receita. Vocês acham realmente que existe “pagamento” melhor do que esse? 

Eu sempre deixei essa questão nas mãos de Deus. Nunca cobrei ninguém, nunca fui atrás de empresa nenhuma (porque afinal impediria alguém de vendê-la?). Vi inúmeras pessoas que “não sabiam quem tinha inventado” postando a receita da Crepioca sem me mencionar… Mas ok, não posso controlar o caráter dos outros. Sempre pensei que minha hora chegaria. E pude sentir isso quando tive em minhas mãos o exemplar da Boa Forma!

Hoje divido essa alegria com vocês. E querem saber de uma coisa? As pessoas podem ter fama, dinheiro, audiência… Mas o que eu tenho, é RARO alguém ter! Esse amor imenso que experimento TODOS OS DIAS através das mensagens que recebo. Com Crepioca ou sem Crepioca, o que vou levar dessa incrível experiência de ser blogueira, é o carinho de vocês. E isso, não tem dinheiro no mundo que pague!

Obrigada Brasew!!!